Street-art tour na Vila Madalena em São Paulo 0

 

Durante o bike tour que fiz em São Paulo há algumas semanas atrás, eu fui apresentada pelo guia Lincoln Paiva para a bela Manuela Colombo, que dirige o blog Conexão Cultural e também promove tours de street-art, no criativo bairro de Vila Madalena em parceria com o hostel  Ô de Casa em São Paulo.  Manu é realmente muito interessada em promover a cultura e fazer conexões entre os amantes da arte, musica e gastronomia. Ela gentilmente me ajudou a viabilizar uma  super entrevista com o artista brasileiro Eduardo Kobra. (em breve o video com a entrevista aqui no blog).

Como também amante da arte de rua, eu a convidei para escrever um guest post e nos falar sobre o tour e os artistas que costumam grafitar nas paredes de Vila Madalena. Na verdade, Manu fez mais do que isso, ela também nos conta a historia do bairro  e ainda  propõe aos leitores uma rota para quem deseja fazer o passeio por si mesmo.

Nós juntamos as nossas fotos, com as mais fresquinhas obras na Vila e aqui está o artigo, recheado com o colorido e vibrante grafiti de São Paulo, a maioria feita por artistas brasileiros, mas também com uma parede que eu encontrei feita pelo grafiteiro Parisiense Horfee.

 

_____________________________________

Por Manuela Colombo:

 

O Conexão Cultural  é um blog que traz notícias diárias sobre arte e cultura na cidade de São Paulo e em outros lugares do mundo. Construímos uma rede de diversos correspondentes de outras cidades brasileiras e também de outros países. Nosso objetivo é conectar as pessoas com as suas cidades, por meio de cultura, arte, música e gastronomia e ajudar a desenvolver novas formas de interação das pessoas com arte e espaços públicos.

O blog é parte de um projeto maior e amplo, que inclui curadoria criativa, realização de eventos e passeios culturais na cidade de São Paulo.

Hoje, o Conexão nos conta um pouco sobre arte urbana na Vila Madalena e nos propõe um roteiro pelo bairro.

Alley Aprendiz

Street Art tour em Vila Madalena

A Vila Madalena é um bairro que inspira. Não apenas por causa de seus becos de grafite, ateliês e galerias de arte urbana e contemporânea, mas por ser um bairro que recebe a criatividade de braços abertos.

Vila Madalena

Vila Madalena

Vila Madalena

Vila Madalena

O bairro, hoje em dia muito valorizado, já teve o nome de Sítio do Rio Verde e dizem ter pertencido a um português chamado Gonçalo (uma de suas filhas se chamava “Madalena”). A região começou a crescer graças às obras do Cemitério São Paulo (década de 20).

Mesmo com a expansão, morar no bairro ainda custava pouco na década de 70, e estudantes da Universidade de São Paulo foram morar lá e ajudaram a transformar o seu perfil (inclusive no quesito arte urbana). Na década de 80, surgiu um dos primeiros coletivo de rua da cidade, o grupo Tupinãodá. Eles foram responsáveis pela criação do Beco do Batman.

Hoje, ao passear pelo bairro, você literalmente “tropeça” em arte o tempo todo e existe um senso de comunidade (o que não é tão comum em São Paulo).

Nove - Vila Madalena

Sliks

Aqui vamos propor um percurso cultural (que pode ser feito a pé ou de bike) passando por alguns pontos interessantes na Vila. Saindo do metrô Vila Madalena, siga pela Rua Madalena, onde poderá ver muros pintados pelos artistas Alex Senna, Chivitz e Minhau (o último estava expondo na Bienal de Graffiti de 2013, em São Paulo).

Ao chegar na Rua Harmonia, vire à esquerda, até a Galeria A7MA (altura do número 95), que é resultado da união do grupo de artistas “Coletivo 132″ com a “Fullhouse”.  Vários dos artistas que estão na A7MA têm muros no Beco do Batman (próximo ponto a ser visitado), como é o caso do Enivo e da Marina Zumi. Siga pelo Beco do Batman, um dos pontos mais altos do percurso, um lugar muito disputado no meio dos artistas de rua e com obras de qualidade inegável. O que se vê hoje é resultado de muitas mudanças ao longo dos anos (não são as mesmas obras que existiam na década de 80).

Um dos destaques é a obra do artista Niggaz, muito prestigiado no meio do grafite, que morreu em 2003, vítima de um afogamento (ele foi o primeiro grafiteiro que chegou à Vila Madalena vindo de uma origem social mais baixa).

Um ponto de encontro para bikers próximo ao Beco é o bar e galeria Tag&Juice. Desça em seguida pela Rua Luiz Murat, até a esquina da Rua Belmiro Braga. Entre pela quadra de basquete (onde é possível apreciar a arte de Kobra, Pato, Mundano e muitos outros). Siga pelo Beco do Aprendiz, outro museu a céu aberto, resultado do apoio da ONG Aprendiz (o lugar antes era um ponto de encontro para uso de drogas e com a revitalização ganhou nova conotação). Alguns destaques do Beco são: trabalhos de John Howard, Niggaz, Ndrua e Vitché. O último projeto no Beco do Aprendiz ocorreu com a curadoria do artista Pato, que selecionou artistas de diferentes regiões de São Paulo para renovarem os muros do beco, é lindo! Há muitas outras rotas para curtir arte no bairro, mas pare para descansar, comer e beber algo (em um dos muitos cafés, restaurantes e bares da Vila), e faça um novo roteiro em outro dia.

Mundano - Vila Madalena

Mundano – Vila Madalena

Niggaz - Vila Madalena

Niggaz

Vila Madalena

Vila Madalena

Para consultar mais sobre a arte urbana na cidade, recomendo a tese “Iconografias da metrópole: grafiteiros e pixadores representando o contemporâneo”.

Para maiores informações sobre o tour de street art na Vila Madalena, click aqui.